Seja bem-vindo

PORTO ALEGRE-RS,

® Blog criado em 07/10/2011

Quem sou eu

Minha foto
Porto Alegre, RS, Brazil
Sou um aluno do 6º ano do ensino fundamental que adora ler e escrever histórias de super-heróis. Sou Nerd, e gosto muito de tudo que um Nerd do século 21 gosta. Também gosto muito de informática e quadrinhos. Informo notícias e produzo histórias.

Pesquisar no meu blog

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Crime, Caos e Corrupção!!!

Olá leitores, nesta postagem mostro pra vocês a minha primeira Série.
A série se chama Crime, Caos e Corrupção e conta a história de Dois Detetives tendo de lidar com várias situações do cotidiano na cidade do crime, caos e corrupção.

A Primeira Temporada terá 5 episódios, que até o fim do ano estarão no ar, e o Episódio 2 saiu provavelmente na Segunda Feira de manhã então fiquem ligados no meu canal, se inscrevam e curtam os vídeos, pra popularizar.

Fiquem com o vídeo e o Link:

https://www.youtube.com/user/dudusbarbosa/videos



Star Wars e Guerra Civil e Narcos.

Olá Leitores, Bem Vindos a mais uma postagem.
Hoje bem rápido, então vamos começar!

Foi anunciado um boneco eletrônico do Mestre Yoda!
Na prévia do Vídeo, podemos ver algumas frases, golpes de Sabre de Luz e o melhor de tudo, que SERÁ COMPRÁVEL!!!





E saiu mais um Teaser de Star Wars, que logo logo será comentado aqui no Blog!

E saíram as primeiras artes conceituais de Capitão América: Guerra Civil!
Nas fotos podemos ver os dois lados se enfrentando, o Time do Capitão e o do Homem De Ferro e um excelente filme surgindo!





O Homem Aranha deve ser mostrado em breve, mas por enquanto é isso.

E Hoje estreou a série Narcos, da Netflix, a série dirigida por José Padilha, mesmo diretor de Tropa de Elite e Robocop (2014) e tendo o personagem principal, Pablo Escobar sendo interpretado por Wagner Moura.
A série já está toda disponível e ainda não tem 2º Temporada confirmada, mas isso é só questão de tempo!




Então é isso, até amanhã!

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

George Miller, Bat Girl e Demolidor e 3%

Olá leitores bem vindos a mais uma postagem.
E hoje começando de Luto pois Yvonne Craig faleceu nesses últimos dias.
Pra quem não sabe ela foi a Batgirl na série de 66 do Batman e participou de 26 episódios.

Após uma infeliz descoberta de Câncer de Mama e morte, fica aqui a minha homenagem a ela, mesmo que a série destrua o limite da palavra ``tosco´´, ninguém vai esquecer isso tão cedo.

E George Miller pode dirigir o próximo Homem de Aço.
O rumor surgiu na Internet e parece que se o rumor se confirmar, o filme pode vir após Lanterna Verde que estreia em 2019.

E a primeira foto de Demolidor saiu.
Na foto vemos o uniforme vermelho pela primeira vez desde o episódio 13 da série da Netflix, sem muitas modificações, e vai ser muito bom.

E 3% será a primeira série Brasileira na Netflix, por falar na querida Netflix.
Sim, a série que saiu a alguns anos no Youtube vai ganhar uma temporada inteira muito provavelmente em 2017, já que a Netflix já tem outros planos em andamento, como as séries da Marvel, as novas temporadas de suas séries e a mais nova a estrear, Narcos que contará a história da vida de Pablo Escobar começando em 1984.

Então é isso, até semana que vem...

Estradas da Fúria P2.

Eles estavam há algum tempo ali, naquele quadriciculo, naquele deserto.
Pareciam andar em círculos e parecia que não iam a lugar nenhum.
O deserto fazia o mesmo som de ventania, como sempre.
Vento misturado com grãos de areia indo pra lá e pra cá, e aquele dois estranhos com máquinas estranhas em um mundo devastado eram sempre novidade.
O que será que aquelas criaturas que mal sabiam o que eram estariam fazendo ali?
Talvez tentando sobreviver ás misérias de sua terra, consumida por areia, ou talvez obedecendo aos extintos de sobrevivência, que mesmo depois do céu cair, eles ainda eram muito presentes nos corações de cada um.
Eles se depararam com um enorme Canyon a sua frente.

Halla desceu do veículo:
- Temos que deixar isso aqui e seguir a pé!
Disse ela pegando suas coisas.
Max ficou olhando para ela:
- Escuta, sei que não confia em mim, mas precisa de mim!
Continuou ela.
Max a encarou e acelerou.
Ela o viu partir e também seguiu seu rumo.
E o tempo não passou.
Ela andou e o sol continuava lá.
Ela andou mais ainda e o sol quase que não se mexeu.
Os cabelos loiros com alguns fios morenos, eram sujos e cheios de areia.
Eram encaracolados e alguns até grudentos.
Iam até a parte mais baixa dos ombros e traziam uma certa beleza no meio de tanta morte no deserto.

As plantas que antes se viam aos montes, mesmo que mortas, agora não existiam.
Ela precisava contornar o Canyon se não quisesse se perder e seguir caminho.
Então o sol se moveu tão rápido quanto ela pôde ver.
Deitou-se cansada e juntou algumas coisas do chão, fazendo assim uma fogueira.
Tão pouco tempo se passou que ela pegou no sono.
Mas de repente acordou com vários homens a incapacitando, segurando seus braços e suas pernas, pegando suas coisas e rindo.
Eles a amarram e a prenderam dentro de um porta malas.
Ela gritou e começou a chorar.
Os motores aqueceram e eles partiram.
A poeira levantava com o pequeno comboio indo afrente.
As horas iam se passando, e se passando e se passando, mas não passavam para ela.
De repente eles deram uma brusca parada.
Ela ouviu tiros e gritos tanto de guerra quanto de medo.
O porta malas se abriu e outras duas mulheres foram postas lá dentro:
- Vocês estão bem?
Perguntou ela vendo aquela situação:
- Eles mataram todos!
Falou uma delas baixinho.
De repente elas foram jogadas para trás com o turbo que o motorista deu.
As novas prisioneiras estavam com um cantil e um camundongo aberto, a típica ``janta´´.

De repente o carro começou a tremer e inclinar.
Ela olhou para cima e disse:
- Parece que estamos subindo!
As garotas choravam. Ela tentou consolar mas não deu certo. Nada ali podia ser feito, pelo sangue derramado, e o pouco que todos tinham em seus corpos parecia não existir, e ter uma data de validade invisível.
Ela bebeu um pouco do cantil e virou de bruços pra tentar dormir um pouco.
Então ela caiu no sono, mesmo sabendo que estava acordada. A cabeça dela batia em tudo o que era lugar, pois as pedras no caminho atrapalhavam a ingrime subida, ela pensava ouvindo os lamentos e choros das duas coitadas, enquanto ouvia abaixo de si barulhos estranhos.
Ela tinha visto quatro carros, dos dez que havia visto, talvez tivesse se separado ou abandonado os sem utilidade.
De repente eles frearam jogando-a para frente.
Um homem abriu o porta-malas e puxou uma das garotas.
A outra gritou mas também foi levada.
Então ali ela estava sozinha.
De novo.
O tempo se passou, e se passou...
Ela contava até cem toques com o dedo indicador na parte de cima do porta-malas e depois contava mais cem
Quando terminou, já passava-se do máximo que a cabeça dela podia contar (talvez 25).
De repente ela ouviu uma explosão vinda do lado de fora.
Muitos tiros e barulhos violentes.
Do nada uma bala perdida atravessou a lataria do porta malas, acertou o braço dela e abriu uma fresta.

Ela gritou de dor aplicando a pressão no ferimento e com dificuldade olhou pela fresta.
Havia um carro em chamas e muita movimentação dos motoristas.
Ela sem forças mais deixou seu corpo ser tomado pelas forças da gravidade e apagou.
Quando acordou estava sobre um saco de batatas, com batatas dentro, no meio do acampamento.
Os mortos estavam empilhados e já queimados e alguns homens a viam.
Havia em seu braço um curativo no lugar da bala.
De repente um homem alto, de cor escura tocou seu braço:
- Está tudo bem?
Perguntou ele:
- Quem é você?
Perguntou ela:
- Handi!

Disse ele:
- Você dormiu por um tempo. Como matou todos eles?
Perguntou Handi a ajudando a ficar de pé:
- Eu...
Disse ela quando viu Max no topo de uma pedra ao longe:
- ... Tive sorte.
Disse ela.
Então Max fez um positivo com a cabeça e foi para além do que a vista dela poderia alcançar.
Fora ele quem matara todo o acampamento:
- Bem, se quiser, temos um lugar pra ficar. Se quiser pode vir...
Disse Handi.
Então ao nascer do sol eles partiram, com Max olhando para eles ao longe.
Então ele deu um suspiro de cansaço, entrou em um outro carro que não explodiu e acelerou.

Fim...

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Disney, Star Wars, Um Maluco no Pedaço, Marvel e DC.

Olá leitores.
Bem vindos a mais uma postagem.
E sim, eu estarei na CCXP nos dias 2 e 3 de Dezembro no evento.

E pra começar, a Disney está DESCONTROLADA!!!
Nos dias 14 e 15 de Agosto vai rolar a D23, o maior evento Disney do mundo.
Nesse evento será revelado o terceiro trailer de Star Wars VII, o primeiro trailer de Capitão América 3 e várias informações dos novos filmes da Disney.

E foram revelados os primeiros posteres dos novos e próximos filmes dos próximos filmes da produtora:


E falando no meu love, Star Wars, saiu a primeira foto de Luke Skywalker no Episódio 7.

O ator Mark Hamill ainda não se pronunciou mas as vestes lembram muito Obi Wan Kenobi:


E Um Maluco No Pedaço vai voltar!
O seriado voltará em 2016 com direção de Will Smith e sua esposa, ainda sem informações se Jaden Smith estará no Reboot.
Essa é uma das mais recentes informações de Reboots de séries famosas dos anos 90.
Pra ver, Arquivo X, Três é Demais, Alf e Xena: A Princesa Guerreira voltarão em 2015/2016/2017 e ano que vem volta o seriado.


E saiu a descrição do primeiro Trailer de Guerra Civil:

  • O vídeo começa com o General Thuderbolt Ross (William Hurt) falando sobre o registro dos heróis;
  • Uma equipe de militares destrói um prédio;
  • A cena muda para uma floresta coberta de neve e um braço recebendo uma injeção;
  • Aparecem os primeiros confrontos: Viúva Negra (Scarlett Johansson) x Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) e Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen) x Máquina de Combate (Don Cheadle);
  • General Ross diz: "Ou você assina o registro ou será sua última luta". Capitão América (Chris Evans) retruca: "Nós não vamos nos submeter a isso", com Homem de Ferro (Robert Downey Jr.) respondendo: "Então vamos lutar";
  • Um arranha-céu explode, seguido por uma luta entre Capitão e Homem de Ferro em um campo de beisebol;
  • Bucky/Soldado Invernal (Sebastian Stan) se pendura em um helicóptero, enquanto Viúva Negra entra em combate com o Falcão (Anthony Mackie) e Pantera Negra (Chadwick Boseman) enfrenta o Capitão;
  • A câmera foca em Ossos Cruzados (Frank Grillo) e depois nas pernas de um personagem desconhecido andando, possivelmente Barão Zemo (Daniel Brühl). Zemo pergunta: "Você acha que seu mundo vai sobreviver a isso?". Homem-Aranha (Tom Holland) responde: "Vamos descobrir". O vídeo mostra várias imagensrápidas da luta entre os dois;
  • Visão (Paul Bettany) destrói um helicóptero. Gavião Arqueiro se pendura entre dois prédios enquanto Homem-Formiga (Paul Rudd) dá um soco em Visão;
  • Ossos Cruzados e Capitão América se enfrentam. "Tudo aquilo que você luta para proteger vai desmoronar", diz General Ross. O personagem de Martin Freeman aparece dirigindo;
  • Homem de Ferro atira no Capitão América. Homem-Aranha aparece se pendurando através dos prédio (possivelmente com o uniforme clássico). Tony Stark soca o escudo do Capitão, seguido do logo oficial do filme.
Por: http://omelete.uol.com.br/filmes/noticia/capitao-america-guerra-civil-site-revela-possivel-descricao-do-primeiro-trailer/

E Henry Cavill, o Superman revelou a data da pré-produção do filme da Liga da Justiça.
As gravações começam em Janeiro do ano que vem pois em 2017 o filme estreia, então quase dois anos de produção.


Então é isso, até semana que vem!!!

Estradas da Fúria P1.

Uma tempestade de areia estava no meio do que antes havia sido a costa oeste americana.
O mar havia retrocedido mais de 100 km nos últimos 7.300 dias.
Havia ali uma barreira de metal que impedia a areia de passar ali.
Era de mais ou menos um metro de largura e dois de altura.
E ali havia uma mulher.
Suas vestimentas eram de tragos que cobriam da parte de cima do umbigo até os ombros, onde os braceletes prendiam as partes da frente e de trás da roupa enquanto a parte de baixo era constituída de uma cinta, uma calça velha, de cor marrom e botas dom solas rasgadas e mal cuidadas.
A mulher tinha um óculos de aviador e um pano na boca para não ingerir areia.
Ali com ela havia uma bolsa com mantimentos e uma barra de ferro que naquela situação era o único meio de defesa.
De repente ela viu no meio da tempestade vindo em sua direção um carro.

Ela sinalizou gritando mas o carro passou mais rápidos do que os olhos dela, debilitados como a de todos os vivos pelos anos de exposição ao sol causavam as retinas secas.
De repente acompanhando o carro vieram cinco motociclistas.
Duas deles pararam e a abordaram.
Um deles pegou uma faca e a segurou enquanto o outro saqueava sua mochila.
Ela gritavam e tentava sibilar a palavra não.
Os três outros motoqueiros atiravam tudo o que tinham no carro que tentava fugir.
O carro de repente começou a desacelerar e o motorista viu o visor da bomba do motor vazia.
Então num ato suicida ele virou o carro e deu um pisão brusco no freio, fazendo o carro virar, quase cair e destruir as três motos em um impacto que quase destruiu o carro.
O motorista saiu do carro se arrastando.
Os ventos já tinham parado.
O ar podre havia voltado.
Ele se levantou apoiando-se no carro de cabeça para baixo e viu os três se recompondo.
Então ele com muita pressa foi até o banco de trás do carro e tentou pegar uma escopeta de cano duplo
mas o pé dele logo foi puxado por um dos perseguidores.
O motorista chutou o perseguidor enquanto outro veio por trás dele e deu um golpe com uma chave de fenda grande na cabeça.
O motorista caiu, enquanto era espancado por dois dos três.
O outro fazia assovios para os dois outros que ficaram para trás, agora que as motos estavam destruídas.
De repente o motorista se virou pra direção dos agressores e puxou o pé do cara com a arma.
Então o agressor caiu no chão.
O motorista rolou e não foi pego no chute do outro que com certeza teria quebrado seu crânio.

Assim o motorista deu um soco no segundo que estava de pé e correu pra pegar a escopeta.
A pegou e saiu mas levou um outro golpe do primeiro com a chave de fenda.
O motorista caiu mas ainda em queda deu um tiro no oponente que voou longe.
Depois disso deu uma porrada na cara do segundo, que caiu no chão e deu um golpe finalizador nele também.
Então o terceiro olhou para ele e correu na direção do resto do grupo.
O motorista foi até o carro e pegou uma mala com algumas coisas.
Ele procurou e procurou e achou uma bala de cano duplo.
Abriu a arma, tirou a bala vazia e preencheu o lugar dela com uma nova.
Quando colocou a mala de volta, seu olho viu uma pistola prateada, que refletia a luz do sol.

Ele também a pegou.
Então ele viu uma motocicleta e viu um quadriciculo com uma mulher amordaçada e um motorista e os dois outros.
O motorista foi para trás do carro e esperou.
O motorista do quadricículo já desperdiçava munição atirando para frente.
Os outros dois só aceleravam.
A escopeta foi posta em cima do carro, com o motorista mirando.
O motorista do quadricículo gritava enquanto babava pela boca.
Então o motorista deu um tiro nas rodas da moto que derrapou e matou os dois.
Enquanto isso o motorista desceu do quadricículo e correu atirando pra frente na direção do motorista.

Então o homem que estava correndo na direção do carro levou dois tiros, um no peito e um na barriga.
Mas ele continuou.
O motorista continuou atirando até seu cartucho ficar vazio.
Ele pegou mais um que tinha no bolso e viu só uma bala.
Então viu só uma maneira daquilo acabar de algum jeito favorável a ele.
Correu uns 10 passos pra longe do carro e deu um 
Tiro no armazenador de combustível do carro que explodiu e matou de vez o brutamontes que vinha pra cima dele.
O ouvido do motorista estava surdo.
Ele abriu os olhos e viu chamas.

Depois levantou e andou até o quadricículo.
Libertou a moça e foi até a moto mais próxima:
- Obrigado!
Disse ela.
Mas nada ele respondeu.
Ele revirou a bolsa da moto e os bolsos dos motoqueiros.
Pegou tudo de útil:
- Qual é seu nome?
Perguntou ela.
Ele nada falou:
-  Meu nome é Halla.
Disse ela.
O motorista já estavana terceira moto.
E foi pra quarta:
- Estou falando com você!
Disse ela num tom mais alto:
-  Meu nome é Max.

Respondeu ele pegando um cabo e abrindo o tanque de uma moto.
Ele deu uma chupada leve e a gasolina se moveu prum balde.
A gasolina então foi para o quadricículo:
- Pra onde vamos agora?
Perguntou ela:
- Deviam ter mais deles. Anda, temos que ir!
Disse ela.
Ele pegou o resto da gasolina, deu uns dois chutes no tanque e partiu deixando Halla para trás:
- ESPERA!
Gritou ela.
Então Max parou.
Ela correu até o quadricículo e sacou uma arma das que ele havia pego.
Uma pistola prateada:

-  Me leva com você se não atiro em você!
Disse Halla apontado a arma pra ele:
- Bela tentativa mas...
Disse ele pegando o gatilho e atirando na direção da cabeça dele:
- Você errou!
Disse ele.
De repente eles viram uns 10 veículos se aproximando ao Oeste:
- Sei onde podemos nos esconder. Te levo lá se me levad junto!
Disse ela.
Max ficou parado:
- São dez carros contra um quadricículo e mais de 20 homens, aposto. Se quer arriscar a sorte, vá em frente!
Disse ela.
Ele então deu um espaço na parte de trás e ela sentou.
Ele apontou uma arma pra ela:

- Se tentar algo, te mato!
Disse ele.
Então ele acelerou.
Continua...


sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Guerra Civil, Deadpool, Quarteto Fantástico e X Men.

Olá leitores, bem vindos há volta do SITE!
Hoje começando com Guerra Civil.
Foi oficializado os grupos de cada herói.

O time do Capitão América é:








Feiticeira Escarlate

Homem Formiga

Falcão

Soldado Invernal

Gavião Arqueiro

e Capitão América (lógico).


Time Homem de Ferro:








Homem de Ferro

Visão

Homem Aranha

Viúva Negra

e Patriota de Ferro (ou Máquina de Combate)

O curioso dessa lista é que Bruce Banner não está sendo citado, reforçando que ele não deve ter um lado decisivo no filme.

Outra curiosidade é que nada sobre o Homem Aranha estar entre o Stark e Rogers mas isso deve ser mostrado no Trailer do filme.

O mais curioso disso tudo é a posição da Viúva Negra, que sempre se mostrou longe de Stark após o segundo filme do Homem de Ferro.

O filme estreia ano que vem.

E saiu o Trailer de Deadpool.
Com muito humor negro e ação, vai ser bom:
video


E parece que o filme do Quarteto não deslanchou.
O filme levou uma péssima crítica, não arrecadou o necessário para se manter bem e só teve 12% de aprovação no IMDB
, o maior site de filmes e séries da Internet.
Por esse motivo, o Cross Over entre Quarteto e X Men está ameaçado.
Sem nada confirmado para uma sequência, o filme fica por aí mesmo (ou até a Marvel pega-lo de vez, como deve fazer).

E os X Men devem ganhar séries de televisão nos cinemas em breve.
Não há nada confirmado ainda mas tudo indica que essa(s) séries sejam anunciadas depois da estreia de X Men Apocalipse.

Então é isso, até semana que vem...

Star Wars: Pilots of Today.

A imensidão do espaço era de longe contemplável.

Tudo ali era calmo, mesmo que sem se saber, tudo era agitado.
O trânsito espacial sem ser próximo há estações espaciais ou planetas era meramente algo.
Um objeto com uma estranha forma estava vagando no espaço.
Uma nave de batalha, de uma frota de pilotos, que se separara, sem nenhuma referência, há não ser vestígios de batalha e um símbolo que mudou a galáxia.
Ali o piloto acordou.
Ele estava quase sem ar, com seu computador de bordo destruído e um propulsor na ativa.
Vendo aquilo, ele pressurizou a pequena cabine e voltou a respirar.
O piloto tirou o capacete e olhou pros lados:
- Alfa 3? Alfa 3? Alguém?
Perguntou ele pelo comunicador:
- Ótimo, ninguém.
Disse ele.
O droide estava destruído.
Ele suspirou, olhando para cima.
Quando de repente viu um planeta se aproximar dele.
Com um golpe rápido ele assumiu os controles, movendo a nave para um ângulo que o pudesse tirar da rota com o planeta.
Ele direcionou o driver para frente mas o propulsor morreu na hora:
- Alfa 3, na escuta? Alô, alguém! LUKE!
Gritou o piloto no rádio.
De repente um tremor começou. Ele já podia ver as chamas nos lados da nave. Ele estava no processo de re-entrada.
Ele deu alguns socos no driver e o propulsor voltou.
Mais uma vez ele alinhou o bico da nave, desta vez para a direção do planeta e ativou os escudos que surpreendentemente protegeram os motores, os tanques de combustível, o casco da frente e dos lados e a cabine.
Quando acionados, os escudos fizeram o fogo diminuir e então ele fez um voo rasante quando o fogo parou, o que significava que ali já se encontrava alguma atmosfera.
De repente o propulsor morreu mais uma vez, e dessa vez, foi geral.
A nave virou de lado  e ficou de cabeça para baixo.
O piloto tirou o cinto e caiu no vidro da cabine, e o chutou.
A proteção se rompeu e ele caiu na água do planeta.
A nave explodiu logo depois a frente, em uma rocha imensa.
Então o piloto ficou desacordado.

A correnteza o levou para uma ilha.
Ele chegou lá e acordou.
Se levantou com um pouco de tontura, incomum para pilotos e então viu duas Tie Fighters voarem sob a cabeça dele, mas sem percebe-lo.
Elas deram alguns disparos nos destroços da nave e depois voltaram, mas até lá, o piloto correu para um abrigo, que serviu também de esconderijo.
Os Tie nem o viram e saíram longe:
- Ótimo. Tropas Imperiais.
Disse ele.
As naves se afastaram.
Ele esperou um pouco mais até não ouvir nada mias além do barulho das ondas e foi para a selva.
Tudo que ele tinha eram suas botas usadas, o traje e o suporte de vida, que ali de nada servia, pois ali havia ar respirável.
Quando a noite bateu, ele fez uma fogueira para poder se aquecer, pois era comum que em florestas esfriasse a há noite, mas isso não aconteceu.
Ele tirou o traje e deixou só a roupa laranja como vestimenta.
Exausto ele foi até uma árvore comum e se deitou.

De repente ele estava em um outro lugar. Uma paisagem semelhante mas algumas diferenças.
Seguindo uma trilha, viu rastros de batalha até achar todos os seus companheiros mortos, incluindo Luke e Leia.
Quando do nada uma voz veio até ele.
``Antilles, Antilles´´
Dizia a voz feminina.
Quando viu os Ewoks estavam mortos ao seu lado.
O Imperador ria enquanto a Estrela da Morte vinha em sua direção, carregando um torpedo.

Em um salto, Wedge despertou.
Agora tinha mais consciência.
Era o Piloto Wedge Antilles, lendário por ter sobrevivido hás batalhas de Yavin, Hoth e não muito recentemente Endor.





Ele havia se perdido voltando para Yavin na base onde todos 
haviam marcado, quando ele foi atacado por Ties Fighters, que por sorte ficaram sem combustível e o deixaram de perseguir.
Ele do nada ouviu passos e pegou um galho grosso para se defender.
Mas quando olhou, era uma frota de Storm Troopers marchando em sua direção.
Ele se escondeu entre as plantas e antes deles chegarem a clareira que esteve, subiu em uma árvore.
O líder fez um sinal para eles pararem, e todos o fizeram.
Dois homens foram enviados para verificarem os vestígios do acampamento improvisado.
Não havia nada senão um suporte de vida com uma pistola dentro.
Wedge fez uma cara de decepção mas continuou a olhar:
- Temos um sobrevivente da X Wing abatida.
Disse um dos homens:
- Enviem um pedido de reforços para a base e procurem esse rebelde.
Disse o General.
Então Wedge se lembrou que tinha duas granadas de mão na parte de trás do cinto e as jogou na frota de mais ou menos uns 15 homens:
- CUIDADO!
Gritou um deles.
Então as granadas explodiram.
Os soldados voaram longe.
As granadas haviam se separado. Uma caiu na parte de trás da esquadra e a outra, bem no centro.
Os Troopers que restaram (não muito mais de três ou quatro) atiraram para todos os lados:
- Ativem o sensores de calor!
Disse o General no chão.
Wedge viu que as granadas havia no máximo dado pequenas feridas e que alguns iriam levantar, então ele correu para o fundo da mata.
Uns sete ou oito atrás dele, abrindo fogo e lançando granadas, que matavam.
De repente ele se deparou com um rebanho de Nerfs, o que não era um bom sinal, pois esses animais eram extremamente grandes e sensíveis ao som, principalmente de Blasters que os irritavam.
Ele então se jogou no lago em que os animais bebiam, sabendo que eles não o atacariam e esperou.
Ele só viu patas e muitas luzes vermelhas.
Quando deram 20 segundos sem emergir, ele voltou para cima e viu o que tinha acontecido.
Um ou dois Nerfs no chão e todos os Troopers mortos.
Ele sem sair da água, não viu nenhum animal e saiu em direção aos soldados.
Arrastando um deles até mata adentro, pegou as armas e a munição e por fim, colocou o traje por cima do seu:
- Tetra para Septa, na escuta?
Perguntou o soldado no rádio:
- Soldado na escuto!
Disse Wedge:
- Soldado Tetra, o que houve com sua voz?
Perguntou o Septa:
- Um defeito no capacete, culpa do rebelde!
Disse Wedge:
- Certo, vocês o capturaram?
Perguntou Septa:
- Não senhor, ele e o resto da tropa foram mortos por uma manada de Nerfs raivosos.
Respondeu Wedge:
- Certo, estamos enviando as coordenadas para você no Scanner do cinto. Siga até a localização e pegue um Speeder Bike e siga até a localização marcada.
Disse Septa:
- Certo. Câmbio e desligo.
Finalizou Antilles.

Ele seguiu por algumas horas até chegar há um posto onde haviam alguns Speeders.
Ele colocou o cartão de acesso e ligou um deles.
Após isso seguiu para a próxima localização do mapa.
Chegando no local, ele viu uma enorme instalação com o velho símbolo dos Separatistas, um dos lados das Guerras Clônicas.
Ele Foi até a garagem e se apresentou:
- Soldado Tetra se apresentando.
Disse Wedge disfarçado e fazendo uma continência:
- Certo. Venha, vai receber comida e novas informações.
Disse o homem no comando, o levando há uma instalação.
Outros soldados feridos, alguns até sem partes estavam recebendo uma transmissão:
- ... sendo assim, é com muita tristeza que anúncio que o Imperador está morto, assim como seu pupílo Darth Vader.
Disse o holograma:
- E sendo assim, todos os postos serão evacuados para bases em diferentes partes da Orda Exterior por Cruzadores Imperiais.
Até lá, finalizem todas as operações e destruam ou preparem tudo de importante. Longa vida ao império!
Finalizou.

Wedge pegou umas barras de energia com água e foi até um depósito.
Lá tirou o capacete e se alimentou, coisa que não fazia há dois ou três dias.
Depois disso foi até uma estação de comunicações vazia (pois todos estavam recebendo as mensagens nos salões) e contactou a Rebelião:
- Aqui é Alfa 4 chamando Alfa 3.
Disse Wedge:
- Antilles? O que está fazeno se comunicando pelas linhas do Império?
Perguntou um companheiro rebelde por rádio:
- Precisa me buscar. Estou enviando minha localização agora. Venha com uma frota de X Wings. Tem duas rotações padrão para me buscar, antes que isso não seja mais possível.
Disse Wedge:
- Certo, estou enviando ajuda!
Disse o homem.
De repente tiros vieram e cruzaram um pouco acima da cabeça de Antilles.
Os Troopers haviam descoberto-o.
Ele atirou em dois dos três que estavam disparando e correu.
Um alarme tocou, dizendo aos soldados que havia um impostor, e dizendo a ele que havia sido descoberto.
Então ele chegou ao pátio e se deparou com um Andador Imperial.
Vendo ele, o piloto começou a abrir fogo.
Ele pulou e desviou do primeiro ataque, indo para trás de um EXPLOSIVO.
De repente os explosivos foram acertados e ele foi jogado longe, tendo por sorte a armadura para protege-lo.
Ele se levantou e viu os Troopers se aproximando.
Então uma séria troca de tiros começou.
Wedge podia ter dado sote na sala de comunicações mas em cmapo aberto, se não fosse em uma X Wing, ele estava perdido.
Com uma série de Troopers que a cada minuto aumentavam, uma base inteira vindo e um Andador Imperial, seria difícil dele sobreviver.
Quando se virou, viu uma comporta e correu para desviar dos tiros e chegar até ela.
Ele entrou e selou a entrada mas as portas não resistiriam a canhões de um Andador Imperial.
Era como ouvir a explosão da Estrela da Morte
de novo e de novo.
No fim do corredor havia uma porta que dava no núcleo de força da base.
Ele foi até ali, armou uma granada e correu para longe.
A granada explodiu e ele entrou.
Vendo todos aqueles botões verdes, ele deu um jeito de torna-los vermelhos desligando algumas funções, como a energia interna da base, os portões dos hangares das naves e selou o paiol que estava a pouco sendo esvaziado.
De repente a porta se abriu.
Os Soldados Imperiais haviam conseguido:
- Esse é o seu fim, escória rebelde!
Disse o General da tropa enquanto os homens cercavam Antilles que largou sua arma e fechou os punhos com uma expressão de fracasso.
O General fez um comando com a mão e os soldados se ajoelharam e miraram nele.
Quando o próximo comando ia ser dado, uma explosão ocorreu e chamas enxeram a sala.
Antilles pegou a arma do chão e deu alguns tiros.
Depois correu dos que vieram e foi para o outro lado da sala.
Ele colocou o capacete e acionou a visão de calor para poder atirar nos inimigos.
Eram mais de 20 mas ele conseguiu levar alguns ao chão antes dos soldados da Rebelião entrarem e o ajudarem.
Só que de repente por trás, o General deu um tiro nas costas de Antilles que o fez cair no chão:
- O próximo será pelo Imperador!
Disse o General mirando em Antilles.
De repente uma luz verde voou e cortou ao meio o General.
Dois homens ajudaram Antilles a sair e assim ele viu as X Wings voando e destruindo a fraca resistência do Império.
Assim, ele viu Luke atrás dele, a Millenium Falcon pousando no pátio e em pouco tempo tudo havia acabado.
E então Antilles regressou para festejar mais ainda no planeta Yavin, para que no próximo dia, voltasse a lutar.
Fim...